UATIZAPI É INVENÇÃO DO SATANÁS. Todas as últimas mensagens que eu mandei bêbada foram para a mesmíssima pessoa. Acho que estou apaixonada (E num julgamento este seria um fator atenuante). Uatizapi é invenção de Satanás para incentivar a confecção de merda artesanal minimalista. Você lá, tranquila, tentando parecer um...

BALIZA DE NAVIO. Hoje eu queria escrever bonito e claro como o sol do bebê. É que acordei na hora do sol e, de toda casa, é do quarto do bebê que se vê um pedacinho de mar e se pode sentir o cheiro dele. Também ...

COXINHA SÓ SE FOR DE GALINHA. Estávamos a falar sobre Roberto Carlos, Leo e eu,...

SOBRE O FRACASSO 2. Se soubesse executar um plano, teria escrito um romance. Certa vez me propus a fazê-lo, como uma prova, e não consegui chegar à décima página com honestidade. Sou de insights. Continuo a não cumprir metas, a furar planejamentos, a variar entre ...

Uatizapi é invenção do satanás

SOBRE: aline dias, crônica, uatizapi, whatsapp

Autor: Aline Dias

28 de julho de 2014

Todas as últimas mensagens que eu mandei bêbada foram para a mesmíssima pessoa. Acho que estou apaixonada (E num julgamento este seria um fator atenuante). Uatizapi é invenção de Satanás para incentivar a confecção de merda artesanal minimalista.

Você lá, tranquila, tentando parecer uma pessoa coerente e pertinente, bota a desalcance o facebook. É simples desativar o chat para Cicrano, e funciona porque você esquece. Eu esqueço inclusive que desativei, até precisar falar e lembrar e ativar de novo. Sem problemas aparentes.

Todavia, existe um ponto da bebedeira com coordenação motora e muita segurança em que o uatizapi te sacaneia. Ao alcance da mão, você digita, lê de novo (eu leio de novo) e está tão segura e se sentindo sóbria que aperta o aviãozinho do envio.

No dia seguinte, você acorda e é obrigada a lembrar. Vai olhar a hora e a mensagem lá, acusativa. Não importa o que eu disse, porém eu disse o que queria, e isso importa. Sóbria eu não diria, e a verdade ali cristalina e enviada assusta mais do que ressaca.

Aí a questão vira como lidar com a verdade posta, exposta e sem resposta do outro lado que aparentemente enxergou, tendo em vista o tempo e o horário da última entrada dele no aplicativo. Eu não busco explicação para a não resposta, mas continuidade.

Hoje vou agir assim assado e no futuro essa verdade vira convite e continuidade do não resolvido ontem, penso e digo a uma amiga. Ela gosta da estratégia. Vamos fingir que é estratégia pro constrangimento passar. “Na verdade é gestão de crise”, ela arremata.

 

Aline Dias escreve às segundas-feiras

Comente Favorito

Sarah Princesa

Sarah Princesa

Quando Sarah nasceu, todos acharam que daria uma princesa: a menina é linda, filha do rei e ainda se chama Sarah. Algumas pessoas acham que Sarah princesa tem sempre uma lição a ensinar, mas elas estão enganadas. A garota é dessas que se aprende a amar com o tempo.

Likestore

 

Baliza de Navio e Outras Crônicas

Baliza de Navio e Outras Crônicas

O livro Baliza de Navio e outras crônicas foi escrito originalmente como trabalho de conclusão de curso na minha graduação em jornalismo. Em 2011, ele ganhou o prêmio da Secretaria de Estado de Cultura do Espírito Santo (Secult) na categoria crônica. Desde então, espero com amor (e um pouco de impaciência) por ele aqui na rua.

Natasha Siviero

A autora

Natasha Siviero é jornalista e escreve neste blog crônicas que às vezes dormem e às vezes não dormem e às vezes falam do próprio umbigo, embora o professor recomende que não. Em 2011 ganhou o prêmio da Secult com o livro Baliza de Navio e outras crônicas. Em 2012, publicou Sarah princesa, seu primeiro livro ilustrado.

facebook
Desenvolvido por JUUZ Design e Pedro Netto.